Occupy MoMA

Enquanto a rapaziada do MET se concentrava em copiar os clássicos, os visitantes do MoMA partiram para um esquema mais moderno e espalharam fezes pelo museu.

Do nada, todo mundo começou a sentir cheirinho de cocô. Logo depois, manifestantes do Occupy Wall St. se reuniram no centro do museu, levantaram faixas e pediram que os museus fossem gratuitos [naquele dia, sexta-feira, o MoMA não cobrava ingresso] e que as frutas fossem orgânicas. Pelo menos foi isso que eu entendi.

Fiquei chateada em ver uma performance repetida — bosta em corredor é algo que eu já vi na USP meses atrás — mas, tudo bem, entendo que sucessos de público precisem fazer turnê internacional.

Embora tenha lido bastante coisa sobre o movimento, não sei exatamente o que penso do Occupy Wall St. Talvez eles estejam certos — é difícil não estar certo quando se tem bandeiras muito vagas —, mas é sempre complicado para uma pessoa que vem de uma realidade mais pobre [no caso, eu, que venho de Salvador] entender que quem está cem mil vezes melhor ainda assim possa ter reclamações.

De todo modo, é interessante observar como tudo hoje em dia é feito em função do que pessoas que não estão vivenciando aquele momento vão pensar dele. De protestos a relacionamentos, tudo é feito para um público imaginário. Todos os manifestantes seguravam câmeras nas mãos, filmavam uns aos outros com iPads.

Havia três vezes mais turistas “registrando o momento histórico” do que manifestantes. Nos vídeos dos outros turistas, eu devo aparecer engrossando as fileiras dos manifestantes, assim como eles aparecem nos meus. Na real, não havia nem 15 manifestantes.

Gosto dessa foto porque os manifestantes aparecem como “obras de arte” para os turistas que observam de cima:

PS: Thiago contou a mesma história – sobre as fezes no museu – no blog de um amigo nosso.

wanderlust_rodapeWEB

6 comments to Occupy MoMA

  • A única coisa que eu penso sobre qq tipo de ocupação é: gente que protesta sujando ou estragando o lugar tem razão no que faz??? Eu acho que não. Eles só vão conseguir que qq pessoa fique contra sua manifestação; além do governo e da polícia…

  • Mariana

    Isso porque voce nao viu “Occupy Dallas”! Tinha uns 10 manifestantes e uns 30 carros de policia (nao estou exagerando), uma palhacada.

  • Flávia Stefani

    Que bosta.

  • Você que veio de uma realidade pobre daqui de Salvador (e eu também) nem acreditaria se visse hoje a quantidade terrível de manifestações de todo tipo, loucura – e a toda hora – todo momento, todos os dias. É de parar o trânsito pelo menos quatro vezes por semana. Rádios e telejornais também enlouquecem. É um absurdo.
    Beijão!

  • Sofia S

    Você falando sobre política nesse blog é sempre algo que fica engraçado. Por favor, atenha-se aos aplicativos para iphone, às roupas de marca, ao café e papo cabeça hipster com anotações no moleskine que é melhor! Qd vc comenta algo sobre política aqui (algo raro) da vontade de tirar print screen e mandar pro classemediasofre.

  • darkstar-x

    “papo cabeça hipster com anotações no moleskine” também é política…

Comentar