O marido monitor de arte

Fui ver a exposição de Cai Guo-Qiang no Centro Cultural Banco do Brasil. O artista é um chinês piromaníaco muito legal, que faz obras com pólvora e papel. Ele aplica a pólvora sobre formas de papelão em cartazes enormes, depois ateia fogo e corre para apagar. A pólvora se espalha, queima partes do trabalho e [...]

O ano do dragão

Li no Metro que há um projeto de lei para fazer do Ano Novo Chinês um feriado oficial nas escolas daqui. O jornal não informava se era um projeto municipal, estadual ou federal. Os jornais pequenos e/ou gratuitos daqui me pareceram ainda piores que os brasileiros: nunca informam se estão falando da cidade ou do [...]

Coney Island

Um cachorro do Texas via o mar pela primeira vez ao mesmo tempo em que eu via Coney Island pela primeira vez. Ambos corríamos pelo vento gelado meio abobalhados. Deve ser mágico ir até lá durante o verão, quando os parques funcionam e as pessoas usam menos camadas de roupas.

O inverno, no entanto, também traz [...]

Primeiras férias

Desde que comecei a trabalhar “sério”, há sete anos, nunca tive férias na vida. Quando assalariada, sempre dava algum problema na hora das minhas férias. O mais irritante de todos foi certa vez quando fui toda pimpona até o RH da revista onde trabalhava avisar que ia sair de férias. Abri meu calendário, vi que já [...]

Busy as a Brooklyn bound b

Não sei se é apenas deslumbramento de turista, mas a luz dessa cidade me parece mais bonita que a de São Paulo. Ela raramente me contraria quando tiro uma foto. Desenvolvi uma teoria furada envolvendo o trópico de Capricórnio e a iluminação indireta para explicar meu deslumbramento.

Acho que consigo explicar o que estou tentando dizer [...]

Animais que me viram

Vi um livro chamado “Animals That Saw Me”, de Ed Panar, na livraria e resolvi imitar. O título e a capa são incrivelmente bonitos, mas o miolo causa aquele comentário involuntário: “isso aí eu também sei fazer”.

Hoje em dia a gente tem essa mania de olhar para as coisas — filmes, quadros, pessoas — e pensar em [...]

Work in progress

Aparentemente, muita gente vai ao MET para desenhar as obras de artes. É simpático passear pelos corredores e ver “artistas trabalhando”. Outro dia um senhor levou seu próprio banquinho dobrável e colocou na frente de uma estátua para desenhar de perto. Pediram para ele sair antes de eu conseguir fazer a foto.

Dos artistas que eu [...]

A Sentinela dos Malditos

Uma paixão de turista: visitar locações de filme rodados em Nova York. “Ghostbusters”, “Annie Hall”, “Breakfast At Tiffany’s”, qualquer um. É saudável que eu me divirta tanto nesses passeios gratuitos porque, afinal, meu dinheiro está acabando e ainda tenho vinte dias de viagem pela frente.

Meu super-ego me empurra para os passeios gratuitos como uma mãe [...]

Noite & dia

Minha roommate com nome de duquesa de Cambridge trabalha fazendo cruzadinhas e puzzles para jornais. É o tipo de trabalho que você nem lembra que existe e que é executado por alguém, mas, quando lembra, isso parece exatamente o tipo de profissão que você escolheria se tivesse pensado direito no que fazer da vida.

Está um [...]

Todas as portas do Bom Retiro

Mais fotos do Bom Retiro tiradas para o meu trabalho de fotografia do Senac. Fiquei muito orgulhosa das duas primeiras fotos. A terceira poderia ser muito legal se esse senhor simpático conseguisse ficar parado por mais de meio segundo [sério, ele não conseguia].

No meu mundo ideal, todas as pessoas se comportariam como crianças quando percebem [...]